quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Mãe é Mãe...


Cara, vou te contar uma coisa, melhor, perguntar... Tem coisa que pode dar mais raiva do que a tal da “intuição de mãe”? Claro que em outras circunstancias questionamentos sobre a intuição de mão não possuem importância, mas em outros casos sim...

Aquela balada muito doida, aquela viagem de carro com os amigos, aquela corrida noturna, aquele acampamento na praia, aquele relacionamento com um cara mais velho, aquela amiga, etc!

Tudo bem, alguma situações são duvidosas mas nós, jovens sempre em busca de aventuras, achamos que tudo vai dar super certo, que vai ser o máximo e tudo de bom. Até que você comenta com sua mãe, o melhor é sempre comentar, como quem não quer nada... Ela nem responde direito, está ocupada com o almoço. Então, quando está bem próximo do acontecimento ela vem te perguntar alguma coisa com aquela cara de desconfiada. Ai já era. Começou...

Vêm os questionamentos, as perguntas obvias que nunca tem respostas (e nem precisam por serem obvias), o olhar de desconfiança... Então ela suspira, olha pro teto, cruza os braços. Então você pensa: “merda, já era”. Ela não precisa falar nada. Quer dizer, é essencial que ela fale e ela sempre fala pra dar aquele ar dramático e enfático: “minha intuição de mãe diz pra você não fazer isso...”.

Olha... Vai crescendo aquela agonia, o coração começa a apertar, a decepção ganha força!... Se você é um jovem menino de 5 anos não estará nem ai, vaaai fazer o que quer fazer. Mas os anos vão passando, o garoto vai ganhando experiência e seeeempre que a mãe solta a frase mágica, o cérebro já entra em alerta.

Depois dos 20, pelo menos pra mim, é preferível não arriscar! Mamãe disse que sua intuição lhe diz que não, eu obedeço!!!! Mas que da raiva, isso da!!

1 Comentários:

Às 7 de janeiro de 2010 12:58 , Blogger Ricardo Chicuta. disse...

Bom se eu fosse seguir as intuições da minha mãe morreria virgem em casa sozinho...

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial