quarta-feira, 23 de junho de 2010

Calada.


E se eu te falasse que cheguei a acreditar em amor à primeira vista, em príncipe encantado, em alma gêmea, amor eterno?... E se eu te falasse que cheguei a pensar que você fosse tudo isso pra mim?... E se eu te falasse que por um breve período de tempo, utopicamente pensei que tudo seria fantástico, como aquela fabrica de chocolate do?...
E se eu te falasse tantas outras coisas mais?...
Não... Não adiantaria, eu sei. E por isso, me calo.

4 Comentários:

Às 24 de junho de 2010 00:18 , Blogger Vanessa Souza Moraes disse...

falar é sempre terapêutico.

 
Às 26 de junho de 2010 02:12 , Blogger Ricardo Chicuta. disse...

Esse post foi pra mim?

 
Às 10 de julho de 2010 03:20 , Blogger Kellen disse...

É melhor falar do que ficar imaginando como teria sido. Arrepender-se do que se fez, não do que deixou de fazer. Eu prefiro assim...

beijo, guria. saudade de vir aqui.

 
Às 21 de julho de 2010 02:20 , Blogger Felicidade Clandestina disse...

Calar às vezes pode ser bom...

já falei demais. Hoje, apenas me silencio.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial